Behaviorismo Radical: a psicologia como ciência

Conheça a filosofia que embasa a análise científica do comportamento

 O Behaviorismo Radical, também conhecido como Comportamentalismo, é um sistema filosófico que versa sobre o fenômeno psicológico. Uma de suas premissas básicas é a de que toda a experiência humana pode ser entendida como comportamentos – interações entre uma pessoa e seu ambiente, tanto externo quanto interno. Percepção, pensamento, sentimento, ação: todas estas palavras podem ser transformadas em verbos e isto leva inevitavelmente a um entendimento ativo e pessoal do sujeito no mundo. Percebemos, pensamos, sentimos e agimos a depender da nossa história de interação com o ambiente. E também dos 

estímulos que nos cercam a todo o momento. Cada ser humano é único porque sua história de interação com o mundo é única e aprende a reagir de maneiras próprias a diferentes estímulos. Mas isso não quer dizer que não possa ter seus comportamentos, mesmo os mais complexos e íntimos, compreendidos nas suas relações com o mundo e com a vida. Mesmo o sentimento mais pessoal é coerente com histórias de aprendizado e com as circunstâncias imediatas daquele que sente, ainda que nem sempre este possa descrever por que se sente de tal maneira.

                

 Pelo mesmo motivo, não faz sentido nomear um comportamento como estranho - a não ser no sentido daquele que é incomum, inesperado ou incompreendido. É preciso entender que, se uma pessoa estivesse exatamente no mesmo lugar que a outra, muito provavelmente faria o mesmo, por tudo que já viveu e está vivendo e pela maneira com que aprendeu a lidar com cada situação. Mas nunca se está no mesmo lugar, e eis talvez o motivo de tanta incompreensão entre os seres humanos. Esta perspectiva ajuda a dirigir a atenção não a julgamentos morais sobre o que uma pessoa possa fazer, e sim à busca dos motivos pelo qual o faz. 

 

 A assunção de que todo comportamento é uma maneira de se estar no mundo, determinada por relações com o ambiente, permitiu que o Behaviorismo Radical desenvolvesse um braço científico e tecnológico, conhecido como Análise do Comportamento. Princípios e processos básicos comportamentais foram e continuam sendo estudados experimentalmente e aplicados aos assuntos humanos, teórica e praticamente. Suas aplicações têm se espalhado por diversas áreas da Psicologia, como a escolar, a organizacional, ensino especial e clínica, entre outras. 

 

 B. F. Skinner (foto em destaque), fundador do Behaviorismo Radical e importante pesquisador, tinha esperança de que o profundo conhecimento científico do comportamento daria condições às pessoas e à sociedade de realizar melhorias significativas em suas vidas e em seu funcionamento. É com base nisso que muitos pesquisadores, terapeutas e outros profissionais têm realizado seus trabalhos e aprimorado suas práticas ao longo do tempo. 

Marque uma consulta:

 

Tel: (11) 98719-9552

Email: andre.a.ramos@live.com

Endereço do consultório:

 

Rua Estado de Israel, 99. Vila Clementino (Vila Mariana), próximo aos metrôs Santa Cruz e Hospital São Paulo.